Compartilhe as últimas notícias do Brasil!

A balança comercial parcial de junho, até a segunda semana, registrou saldo positivo de US$ 3,3 bilhões, resultado de um total de US$ 14,2 bilhões nas exportações, e US$ 10,9 bilhões nas importações. A corrente de comércio no período foi de US$ 25 bilhões. Os resultados foram divulgados nesta segunda-feira (17/6) pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Secex/MDIC).

Somente na 2ª semana, foram US$ 6,9 bilhões de exportações e US$ 4,9 bilhões de importações, resultando em um superávit de US$ 1,9 bilhão, com corrente de comércio de US$ 11,8 bilhões.

No ano, as exportações totalizam US$ 153 bilhões e as importações, US$ 113,8 bilhões, com saldo positivo de US$ 39,2 bilhões e corrente de comércio de US$ 266,8 bilhões.

Comparativo Mensal
Nas exportações, comparadas as médias até a 2ª semana de junho/2024 (US$ 1,4 bilhão) com a de junho/2023, houve crescimento de 0,7%. Em relação às importações houve crescimento de 16,9% no mesmo período (US$ 1,08 bilhão contra US$ 929,69 milhões).

Assim, até a 2ª semana de junho/2024, a média diária da corrente de comércio totalizou US$ 2,5 bilhões e o saldo, também por média diária, foi de US$ 332,98 milhões. Comparando-se este período com a média de junho/2023, houve crescimento de 7,1% na corrente de comércio.

Exportações por Setor e Produtos
No acumulado até a 2ª semana do mês de junho/2024, comparando com igual mês do ano anterior, o desempenho dos setores pela média diária foi o seguinte: crescimento de US$ 26,46 milhões (7,0%) em Agropecuária; crescimento de US$ 13,97 milhões (5,0%) em Indústria Extrativa e queda de US$ 25,13 milhões (-3,4%) em produtos da Indústria de Transformação.

Importações por Setor e Produtos
No acumulado até a 2ª semana do mês de junho/2024, comparando com igual mês do ano anterior, o desempenho dos setores pela média diária foi o seguinte: crescimento de US$ 9,11 milhões (62,0%) em Agropecuária; queda de US$ 1,48 milhão (-2,6%) em Indústria Extrativa e crescimento de US$ 149,33 milhões (17,6%) em produtos da Indústria de Transformação.