Compartilhe as últimas notícias do Brasil!

Mesmo sob efeito da sazonalidade do setor canavieiro, a Paraíba manteve o saldo positivo do emprego com carteira assinada pelo segundo mês consecutivo. Foram abertas 18.930 vagas contra 18.191 desligamentos, registrando um saldo positivo em abril de 739 postos. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (29) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

Os setores de serviços (1.292), construção (556) e comércio (297) apresentaram os melhores desempenhos de emprego em abril, enquanto os setores da indústria (-1.300) e agropecuária (-207) tiveram baixas devido, sobretudo, ao período de perdas sazonais da entressafra da cana-de-açúcar no primeiro semestre (cultivo e produção de etanol).

SALDO DE JANEIRO A ABRIL- Mesmo assim, a Paraíba criou no acumulado de janeiro a abril deste ano 73.561 empregos com carteira assinada contra 72.240 desligamentos, gerando um o saldo positivo de 1.321, o que elevou o estoque de empregos para um volume de 488.626 postos nos cinco setores mais fortes da economia (serviços, comércio, construção indústria e agropecuária). Os empregos públicos não estão contemplados.

CENÁRIO REGIONAL – Todas as regiões do país tiveram saldo positivo na geração de emprego em abril. Entre as Regiões, a Sudeste liderou o saldo com 126.411 postos; seguido do Sul com 45.001. Em terceiro veio a região do Centro-Oeste (24.408), em quarto encostado veio o Nordeste com o saldo de 23.667 vagas, enquanto a Região Norte teve incremento de 15.745 empregos formais. O Brasil fechou o mês de abril com saldo positivo de 240.033 empregos com carteira assinada.