Compartilhe as últimas notícias do Brasil!

Como parte das ações de prevenção realizadas pelo SESI da Paraíba, durante a Campanha Abril Verde, foi iniciada essa semana a vacinação contra a gripe nos trabalhadores das indústrias do estado. A ação é realizada anualmente, levando equipes de vacinação para as empresas paraibanas para assegurar a saúde do trabalhador contra o vírus da influenza.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, as doenças respiratórias, incluindo a gripe, representam entre 10 a 12% do absenteísmo nas empresas. Quando o colaborador precisa se ausentar do ambiente de trabalho para se recuperar, a produtividade da equipe reduz, uma vez que os membros restantes podem sentir o aumento da carga de trabalho.

E isso acaba tendo um impacto financeiro para o negócio, já que a empresa precisa realizar o pagamento de licenças médicas e contratar substitutos temporários, acarretando na redução da eficiência operacional.

Para combater esse problema, em 2024, a Campanha de vacinação contra a gripe realizada pelo SESI, vai beneficiar 6 mil trabalhadores do setor industrial, de 20 empresas paraibanas. Todos eles receberão doses da vacina Trivalente, que protege contra três variantes do vírus influenza, H1N1, H3N2, e influenza B.

Carlos Rueda, Coordenador de Negócios e Inovação do SESI PB falou sobre a ação. “ Essa Campanha desempenha um papel crucial na redução do absenteísmo nas empresas, pois neste caso protege os colaboradores contra doenças infecciosas, como gripe, que podem levar a faltas no trabalho, além de auxiliar as empresas na criação de ambientes seguros, demonstrando preocupação com o bem-estar e a saúde dos trabalhadores”, afirma.

A médica do trabalho da Alpargatas, Karla Barros, diz que a adesão dessa campanha pela empresa traz resultados em relação a diminuição do absenteísmo, além de ser de extrema importância na prevenção da disseminação da doença entre os trabalhadores, e consequentemente na comunidade. “Ao oferecer vacinação, as empresas demonstram preocupação com o bem-estar de seus funcionários, facilitando o acesso à imunização e reduzindo a propagação de doenças infecciosas entre os colaboradores e suas famílias. É comum observar uma diminuição no número de colaboradores ausentes devido a doenças respiratórias após a implementação de programas de vacinação no ambiente de trabalho”, aponta a médica.

O colaborador José Micael vê a ação como uma oportunidade de proteção em relação à gripe e todas as Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG), que crescem na região entre o outono e o inverno. “Eu vejo que hoje o foco da gripe está muito alto e tem muita gente que ainda não entendeu o nível de gravidade dessas doenças, vemos o índice de contágio aumentando a cada dia que passa, e índice de vacinação baixo”, afirma o colaborador. Michael ainda ressalta que a vacinação acontecer no local de trabalho é um incentivo os colegas de trabalho: “aqueles que não tem acesso ou tempo de ir no posto de saúde ou nos locais de vacinação ou preferem adiar a vacinação, tem o incentivo da Alpargatas e do SESI em tomar a vacina”.

A imunização foi iniciada nas indústrias de João Pessoa e Campina Grande, mas a proposta é expandir até o final deste mês, para as cidades de Patos e Sousa.