Compartilhe as últimas notícias do Brasil!

A Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, está realizando o teste da orelhinha no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA), reforçando seu compromisso com a saúde e bem-estar dos recém-nascidos e suas famílias.

Após um período de calibragem e aferição dos equipamentos utilizados para os testes, o exame voltou a ser realizado na maternidade municipal, nesta quarta-feira (17). Os aparelhos utilizados, adquiridos pela gestão municipal, passaram por serviços de calibragem e aferição pela fabricante, garantindo sua alta tecnologia e eficiência, reconhecidos como os melhores do mercado.

“O teste da orelhinha é realizado para detectar a audição da criança. Se nós detectarmos a perda auditiva, nós pedimos que o recém-nascido retorne dentro dos três meses, pois é essencial que seja feito logo no início”, explicou Lea Dolores, fonoaudióloga do ISEA há 14 anos.

O teste da orelhinha é um procedimento de extrema importância para a identificação precoce de problemas auditivos nos recém-nascidos. Além disso, é oferecido de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com a Lei Federal 12.303/2010, sendo realizado entre o terceiro e quinto dia de vida do bebê.

O ISEA, maior maternidade pública do estado da Paraíba, é referência em alta complexidade obstétrica, atendendo mulheres de mais de 170 municípios paraibanos e até de estados vizinhos. Mesmo passando por reformas, a maternidade continua oferecendo atendimentos e serviços às gestantes e puérperas sem interrupções.

Com a retomada do teste da orelhinha, a Prefeitura reitera seu compromisso em garantir cuidados de saúde de qualidade desde os primeiros dias de vida dos recém-nascidos, contribuindo para um desenvolvimento saudável e promovendo a segurança e o bem-estar das famílias campinenses.