Compartilhe as últimas notícias do Brasil!

As obras de reforma e ampliação na Escola Municipal Melo Leitão, no Jardim Quarenta, já foram iniciadas. A ordem de serviço foi assinada há menos de um mês, mas o canteiro de obras está em pleno movimento. Os trabalhos começaram de forma imediata com a retirada de árvores e raízes profundas das áreas em que serão construídas oito novas salas de aula. O investimento é na ordem de R$ 2,5 milhões e faz parte de um robusto pacote de obras da educação.

A gestora escolar Gerusa Gomes Sousa destaca o sentimento de expectativa da comunidade escolar. “A obra começou de imediato, logo após a ordem de serviço. A gente está numa expectativa a mil, porque é um novo rosto que a escola vai ganhar. Depois que a placa foi colocada, as crianças já passaram a imaginar e ficam vislumbrando o conforto que vão ter com ar condicionado e tudo mais”, conta.

A escola tem atualmente 204 alunos matriculados, do Pré-escolar 1 ao 5º ano do Ensino Fundamental e a obra já era um desejo da comunidade. “Temos uma área bastante grande e agora a gente está nessa expectativa. Muito felizes. O sentimento é de toda a comunidade. Estou na escola desde 2020 e recebi várias vezes a comunidade do orçamento participativo que batalhava pela reforma e ampliação. Em 2022, recebemos o prefeito e o secretário aqui e agora estamos vendo a obra acontecer”, acrescentou a gestora.

Além de oito novas salas de aulas, após a reforma e ampliação, a Escola Melo Leitão ganhará uma digiteca, um equipamento inovador que funciona com acervo de livros físicos convencionais, audiobooks e leitores digitais. A obra também entregará nova bateria de banheiros e playground. O prazo para a entrega da nova escola é de 14 meses.

O gerente de Engenharia da Secretaria de Educação (SEDUC), Anselmo Rodrigues, comentou: “Sempre existiam os projetos padrões do FNDE, que eram feitos a nível federal, mandados para as prefeituras, mas isso era um problema para nossa cidade por causa do relevo. Tínhamos que encontrar terrenos perfeitos para se adequarem aos projetos e, por causa, disso nós ficávamos limitados à pequenas reformas. Então começamos a fazer próprios projetos por meio do nosso setor, melhorando as condições para as reformas acontecerem em um padrão mais elevado. Agora, a gente tem feito projetos cada vez mais completos. A Melo Leitão era uma escola que tinha muita área para ser utilizada, daí pensarmos junto com os arquitetos como reformar e aumentar, deixando os espaços da escola com tamanhos padrões, principalmente para comportar novos alunos e também o ensino integral”.

A SEDUC conta hoje com mais de vinte obras em andamento, entre reformas e ampliações de creches e escolas, como também construção de cinco digitecas e o cinema da educação.