Compartilhe as últimas notícias do Brasil!

A Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria de Saúde, em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT), realizou nesta quarta-feira (25) dois eventos dentro do calendário do “Abril Verde”, que versa sobre a prevenção contra os acidentes e as doenças relacionadas ao trabalho, promovendo a cultura de prevenção e valorização da vida.

No auditório do SESC Centro, o “Cinema Verde: Projetando a Saúde do Trabalhador”, apresentou o filme “Me Guardando para Quando o Carnaval Chegar” de Marcelo Gomes, para alunos matriculados nas escolas técnicas que estão prestes a entrar no mercado de trabalho.

O evento teve como objetivo sensibilizar os futuros trabalhadores sobre a importância do equilíbrio entre trabalho e bem-estar pessoal, ao discutir a dinâmica da indústria e seu impacto na saúde mental e física dos trabalhadores.

“O Abril Verde é um trabalho conjunto com Ministério Público do Trabalho e diversos outros órgãos que compõem esse processo, que é a saúde do trabalhador. Nesse propósito que a Secretaria de Saúde tem hoje, que é juntar todos os nossos órgãos, como o Cerest, Cerast e CER, nós podemos prestar um serviço de qualidade, eficiência e acompanhar a linha do tempo da saúde do trabalhador”, disse Carlos Dunga Júnior, secretário municipal de Saúde.

Paralelo ao evento do Sesc, foi realizada no auditório do Centro de Reabilitação e Assistência em Saúde do Trabalhador (Cerast), uma mesa redonda onde foram pontuados os números de 2023, para que, a partir desses dados, novas ações de prevenção possam ser implementadas.

“Essa mesa redonda em saúde do trabalhador foi planejada a partir das notificações que chegaram ao Cerest de acidentes de trabalho de 2023, que nos trouxe que as três principais categorias de trabalho que registram acidentes foram a saúde, construção civil e os prestadores de serviço. Por esse motivo, nós convidamos as representações sindicais destes segmentos para que, juntos, nós consigamos mudar este cenário”, explicou Camila Mendes, diretora do Cerest.

No Brasil, a cada 24h morrem oito trabalhadores atuantes em diversas áreas do setor produtivo. Em termos de serviços de saúde voltados ao trabalhador, a rede municipal de saúde possui três equipamentos direcionados especificamente para este setor. São eles: Centro de Reabilitação e Assistência em Saúde do Trabalhador (Cerast), Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) e o Centro Especializado em Reabilitação (CER).