Compartilhe as últimas notícias do Brasil!

Na Paraíba, 162 pessoas possuem uma média mensal de R$ 779 mil e são considerados super-ricos por um estudo feito pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) com base no Imposto de Renda (declarados entre 2017 e 2022).

Outras 1.628 pessoas vivem no estado com uma renda média de R$ 200 mil, resultando em um aumento de 59% entre 2017 a 2022. Em todo o país são 15 mil super-ricos, conforme o estudo.

No período recente houve crescimento da renda dos muito ricos a um ritmo duas a três vezes maior do que a média registrada por 95% dos brasileiros.

“O que, ao que tudo indica, a confirmar-se por estudos complementares, elevou o nível de concentração de renda no topo da pirâmide para um novo recorde histórico, depois de uma década de relativa estabilidade da desigualdade”, diz a pesquisa.

Cerca de 629,7 mil pessoas, que correspondem a 15,6% do total da população paraibana, viviam em situação de extrema pobreza no ano de 2021, com renda domiciliar per capita de menos de R$ 169, segundo a Síntese de Indicadores Sociais 2022, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).