Compartilhe as últimas notícias do Brasil!

Aconteceu nesta quarta-feira, 17, o 2º Encontro Macrorregional em Saúde do Trabalhador, no auditório do SESC Centro. O evento é realizado pela Prefeitura de Campina Grande e o Ministério Público do Trabalho na Paraíba. Participaram do evento representantes dos 70 municípios da 2ª Macrorregião de Saúde da Paraíba.

O Município de Campina Grande ganhou uma comenda pelas ações voltadas à saúde do trabalhador. A cidade tem melhorado seus modos de rastreio dos acidentes e doenças do trabalho. Em 2024, cinco acidentes ocupacionais são registrados por dia na Rainha da Borborema. Na Paraíba, duas mortes são registradas por mês.

Boa parte dos acidentes de trabalho corresponde aos acidentes de trânsito, seja no exercício da atividade ou no acidente de trajeto, de casa para o trabalho ou do trabalho para casa. Para catalogar estes acidentes e categorizá-los também como de trabalho, o Município conta com o Núcleo de Estudos de Acidentes de Trânsito (NEAT), da Superintendência de Trânsitos e Transportes Públicos (STTP). O NEAT interliga vários setores como hospitais, SAMU, polícias, STTP, entre outros, para realizar as notificações corretamente.

“Nós precisamos ampliar esse debate e as ações intersetoriais para o enfrentamento a esse problema”, avaliou o secretário de Saúde, Carlos Dunga Júnior. Apesar disso, os dados mostram que mais de 70% dos municípios da Macrorregião passaram a notificar corretamente as ocorrências. “Só é possível fazer um trabalho consistente, a partir das notificações”, avaliou o procurador do MPT-PB, Raulino Maracajá.

A campanha Abril Verde neste ano completa 10 anos de realização. O Abril Verde foi idealizado na Paraíba e levado para todo o Brasil, por meio do MPT. A campanha deste ano chama a atenção para o fato de que o adoecimento também é considerado como um acidente de trabalho.

Estiveram presentes também no Encontro o procurador do MPT-PB, Marcos Antônio Almeida; as procuradoras do MPT-PB, Janaina Andrade e Marcela Afora; a promotora da Saúde do Ministério Público do Estado da Paraíba, Adriana Amorim; o secretário executivo de Saúde de Campina Grande, Emmanuel Sousa; a gerente de serviços especializados da Secretaria Municipal de Saúde, Anna Karla Souto Maior; a coordenadora do Cerest-CG, Camila Mendes; a diretora técnica do Cerast, Poliana Siqueira, além de vários servidores.

Campina Grande dispõe de diversos serviços voltados à saúde do trabalhador. Veja abaixo os principais:

CENTRO DE REFERÊNCIA EM REABILITAÇÃO E ASSISTÊNCIA EM SAÚDE DO TRABALHADOR – O Cerast reabilita trabalhadores vítimas de acidentes ou doenças do trabalho. No local há tratamento multidisciplinar com médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, acupuntura, fisioterapia aquática, motora, neurológica e respiratória, reabilitação para sequelados da covid-19 e muito mais. Para ter acesso, a pessoa pode procurar diretamente o serviço, ser encaminhada pelas Unidades Básicas de Saúde ou pelo SESMT. Endereço: Av. Dinamérica Alves Correia, 102-214 – Santa Rosa

Horário de expediente: 7h às 17h
Endereço: Av. Dinamérica Alves Correia, 102-214 – Santa Rosa
Telefone: 3077-0097

CENTRO DE REFERÊNCIA EM ASSISTÊNCIA À SAÚDE DO TRABALHADOR – O Cerest oferece apoio jurídico, institucional e educacional a trabalhadores vítimas de acidentes de trabalho ou doenças do trabalho e promove campanhas de prevenção. Endereço: Rua Alcides Leão, 595, R. Maestro Nilo Lima – Santa Cruz.

Horário de expediente: 7h às 17h
Endereço: Alcides Leão, 595, R. Maestro Nilo Lima – Santa Cruz
Telefone: 3077-0497.